Livro: Diário de Anne Frank

25 jul

 

Um livro emocionante e triste, ao esmo tempo. Durante os dias que li esse livro eu me senti super ‘próxima’ da personagem principal, Anne Frank. Acho que pelos simples fato do diário dela, um objeto que normalmente é super íntimo, ter sido publicado já é um fator bem considerável para que essa aproximação acontecesse.  Lendo esse livro você consegue ver como era enfrentar todas as normas e regras impostas na época da Segunda Guerra Mundial, com o olhar das pessoas que eram oprimidas por elas. É incrível pensar que na época, Anne achava que ninguém iria se importar com o diário dela algum dia, e hoje já é considerado um dos mais importantes livros da história. E por achar que seu diário não iria servir para nada, além de escrever tudo  que pensava, escreveu abertamente sobre seus medos,sentimentos… Descreve o que vê e o que consegue ficar sabendo sobre  mundo, mesmo escondida.

Imagine: você tendo que viver em um pequeno esconderijo, sem poder se movimentar muito, sem falar para não despertar suspeitas e,mesmo assim, continuar fazendo tarefas comum com arrumar a casa. Tudo isso com o menor barulho possível. Tendo que suportar pessoas com personalidade difícil e ainda assim, descobrir os efeitos que adolescência nos traz. Uma história ,na minha opinião,comovente.

  • Resumo: 12 de junho de 1942 – 1° de agosto de 1944. Ao longo deste período, a jovem Anne Frank escreveu em seu diário toda a tensão que a família Frank sofreu durante a Segunda Guerra Mundial. Ao fim de muitos dias de silêncio e medo aterrorizante, eles foram descobertos pelos nazistas e deportados para campos de concentração. Anne inicialmente seguiu para Auschwitz, e mais tarde para Bergen-Belsen. A força da narrativa de Anne, com impressionantes relatos das atrocidades e horrores cometidos contra os judeus, faz deste livro um precioso documento. (…) Ele destaca sentimentos, aflições e pequenas alegrias de uma vida incomum, a transformação de menina em mulher, o despertar do amor, a fé inabalável na religião, e revela a rara nobreza de um espírito amadurecido no sofrimento. Um retrato da menina por trás do mito

Eu fiquei sabendo sobre esse livro, através de outro livro, na verdade. Estudamos, por alto, na escola sobre o diário de Zlata que segue o mesmo ‘estilo’ do livro de Anne. Relatos de uma guerra pelo olhar de uma garota. E quando pesquisei mais descobri esse. Li alguns trechos na internet, o que foi necessário para eu ganhar uma louca vontade de ler esse o mais rápido possível. Tive que esperar muito para conseguir ganhar o livro, e respondeu bem as minhas expectativas.

 

Anúncios

5 Respostas to “Livro: Diário de Anne Frank”

  1. Camila Sousa 15/02/2013 às 1:49 AM #

    Onde você comprou o livro?

    • Menina Urbana 22/02/2013 às 9:37 PM #

      Quem comprou foi a minha tia.. Mas acho que foi ou na Lojas Americanas ou na livraria Saraiva !

  2. kety 16/09/2012 às 4:30 PM #

    eu tambem li o diario de anne frank por causa da zlata, ela cita anne ao nomeia seu diario.

    • Menina Urbana 24/09/2012 às 10:37 PM #

      Pois éé ! As duas histórias são mega comoventes e vale super a pena ler, néé ?! Me fez refletir sobre um monte de assuntos… Gostando do blog ?! Dicas são bem-vindas !

    • Menina Urbana 21/12/2012 às 10:08 PM #

      Incrível achar pessoas com gostos comuns.. Quer dizer.. Você gostou do livro ?!?! Tipo, apesar de ser um livro que fala sobre uma época mtoooo difícil, eu adorei o livro sabe ??? Foi um dos livros que fez diferença .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: